Pará tem novo recorde de desemprego em abril, diz Dieese

Cerca de 20 mil desligamentos são reflexos da crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus.

No Pará, desemprego bate novo recorde durante a pandemia da Covid-19 A crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus afetou diversos setores do estado do Pará.

Somente no mês de abril, o número de desemprego foi recorde, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Foram 20.293 desligamentos. O número de demitidos é bem maior que o de admissões, que chegou a 11.931, gerando saldo negativo de 9.362 postos de trabalho no setor formal da economia. Entre os setores que prestaram maior queda estão o comércio, com perda de 3.140 postos; setor de serviços, com menos 3.123; e construção civil, com baixa de 1.595 postos. De acordo com o economista Luís Carlos, os setores de comércio e serviços são justamente os que mais empregam no estado.

"Se compararmos com o passado é bastante significativo, pois ano passado perdemos 50 postos de trabalho.

Então, essa diferença é um grande reflexo da economia".

Initial plugin text
Categoria:Pará